mark-zuckerberg-graph-search-1024x704

A Busca Social (Graph Search) do Facebook mal foi apresentada ao mundo, ainda está restrita a um número limitado de pessoal, mas já gera polêmica. A poderosa ferramenta consulta as informações públicas e conteúdos públicos dos usuários através de diversos filtros e tem um grande potencial para o marketing e comunicação, por exemplo. É possível encontrar facilmente, em buscas sociais, um nicho de público com um gosto específico em determinado local. Tipo assim:

busca social

Uma das consequências desta novidade é que o recurso ESCANCARA, como nunca, a falta de cuidado das pessoas com o que elas colocam na internet e nos seus perfis, cometendo deslizes que podem ser considerados tanto apenas uma contradição engraçada quanto algo realmente constrangedor/comprometedor.

Pois, como para tudo na vida cria-se um Tumblr, está repercutindo agora o Actual Facebook Graph Searches”, que se dedica exatamente a expor essa característica controversa do novo serviço, além de permitir que qualquer um envie seus resultados das buscas sociais. Confira alguns abaixo:

Graph_Search_Tumblr

Mulheres solteiras que moram perto, que estão interessadas em homens e curtem ‘Ficar Bêbadas’

 

Graph_Search_Tumblr2

Pessoas que curtem Focus on the Family [instituição contra o casamento gay] e que curtem Neil Patrick Harris [o Barney, do How I Met Your Mother, que é gay, casado e tem filhos]

Graph_Search_Tumblr3

Pessoas casadas que curtem Prostitutas. E a opção de visualizar as esposas deles.

 

Graph_Search_Tumblr4

Mães de judeus que curtem Bacon

 

O Gizmodo.com já havia feito um post seguindo a mesma linha deste Tumblr.   Entre os resultados das buscas sociais, estão coisas como “pessoas que curtem a sede do Klux Klux Klan” e “pessoas que curtem estupro”.

Há um debate enorme desde sempre sobre como as redes sociais, especialmente o Facebook, estão acabando com a privacidade, transformando os usuários em produtos numa prateleira e etc. Todos adoram ficar postando fotos em frente ao espelho do banheiro, mas rejeitam as consequências disso. As informações que você deixa públicas já estavam acessíveis para qualquer pessoa, a diferença é que agora ficou mais fácil encontrar.

Não advogando a favor da rede do Mark, acredito que precisamos ter em mente que as informações ele tem a nosso respeito somos nós mesmos que damos. E temos ainda recursos fáceis à mão, na própria rede social, para restringir os dados do perfil e impedir que qualquer um veja. Mas a ferramenta mais valiosa de todas, com certeza, é o nosso bom senso. Privacidade é realmente um assunto sério, então precisamos preservar a nossa.

E aí, está na hora de fazer uma faxina no seu perfil?

[Com informações do TechCrunch]

  • Guest

    “Mães de judeus que curtem Bacon ”
    Essa é a melhor.