ecommerce__22

O e-commerce no Brasil está aquecido. Segundo dados do Ebit, por aqui o segmento faturou R$ 18,7 bilhões em 2011, um aumento de 26% em relação a 2010. O acréscimo veio principalmente da classe C: dos 9 milhões de novos consumidores online que surgiram, 61% pertencem à este nicho. Com esta boa fase, você está explorando as oportunidades com uma loja virtual adequada às necessidades do seu público?

Existem vários fatores que ajudam no sucesso de um e-commerce, como o produto, variação nas formas de pagamento, entrega rápida, frete grátis, promoções, entre outros. Dentre tantos, um importante aspecto que não deve ser esquecido é a condição de navegação favorável ao usuário baseada em boas práticas de usabilidade. Proporcionando uma boa experiência para o consumidor no site,  aumentamos a taxa de conversão, o ticket médio, recomendações e todo o retorno em potencial.

Um exemplo disso foi uma simples experiência pessoal. Em um e-commerce de nicho que trabalhava, sempre recebia as mesmas dúvidas de clientes sobre determinado produto. Bem, se todo dia recebo email com as mesmas dúvidas, porque não criar um FAQ? Então, reuni todos os emails e classifiquei as principais dúvidas e criei respostas padrões para elas. Com o FAQ criado, coloquei em destaque no canal de atendimento. Reultado: Nos dias seguintes, pensei que havia problema no meu webmail, pois a quantidade de emails diários diminuiu drasticamente.

Pensando nisso, um gestor de e-commerce tem que monitorar diariamente o comportamento do  público em sua loja virtual. Você pode fazer grandes promoções em seu negócio online, mas com problemas na usabilidade deste o resultado pode ser aquém do esperado. As chances de abandono no carrinho de compras aumentam. Além de mais vendas e conversão, com aplicação de elementos básicos em prol da usabilidade há diminuição de custo de desenvolvimento da estrutura do e-commerce e redução de gastos de atendimento e suporte.

Uma boa sugestão para a sua loja virtual é monitorar a concorrência e o mercado. Saiba como agem  os grandes e-commerces como, por exemplo, os nacionais Submarino e Americanas e um dos maiores e-commerces do mundo, a Amazon.

A consultoria Multiplica fez um estudo de persualidade de 15 lojas virtuais americanas e 5 brasileiras, com uma análise profunda de 100 fatores que influenciam no potencial de conversão de uma loja virtual. As brasileiras nem ficaram entre os 10 primeiros e a Amazon atingiu a excelência. Você pode fazer o download gratuito deste estudo e pegar dicas e insights de uma boa navegação de um e-commerce.

Para quem está começando a montar a sua loja virtual ou para quem já tem e não está conseguindo boas conversões de venda e proporcionar boa experiência de navegação ao usuário, sugiro também alguns livros que dão o be-a-bá para otimizar o potencial do negócio:

Como Abrir Uma Loja Virtual De Sucesso - Maurício Salvador

Como Abrir Uma Loja Virtual De Sucesso
Maurício Salvador
Gramma, 2010
Estratégia de E-commerce - Charles H. Trepper

Estratégia de E-commerce
Charles H. Trepper
Campus, 2000
O Guia para projetar UX: A experiência do usuário (UX) para projetistas de conteúdo digital, aplicações e web sites - Russ Under e Carolyn Chandler

O Guia para projetar UX
: A experiência do usuário (UX) para projetistas de conteúdo digital, aplicações e web sites
Russ Under e Carolyn Chandler
Alta Books, 2009

 

Estas são sugestões simples, mas podem fazer uma grande diferença. Compartilhe sua experiência com comércio eletrônico nos comentários!

 

  • Állan

    Olá Rod! Parabéns pelo artigo!
    Na sua opinião, quais são os e-commerces de nicho que você mais gosta do layout? Com aqueles layouts que abraçam e cativam o cliente.

    • http://www.rodmoraes.com.br/ Rod Moraes

      Olá Állan. Muito obrigado por ter lido o artigo. Que bom que gostou =D Então, o primeiro e-commerce de nicho que me vem a cabeça e que curto muito é o Camisetaria (http://www.camiseteria.com/). Quase que uma rede social. Além de venderem camisetas com estampas estilosas e icônicas, fazem concursos com designers de camisetas, você pode mandar a sua foto com a camiseta que comprou e virar “modelo” no site, fazer um blog, ou seja, você se envolve totalmente com a loja, além de fácil navegação, claro. Hm… Você me deu uma boa ideia de um novo artigo. Aguarde!