elementossites

Afirmar que é essencial consolidar uma presença online, por mais básica que seja, já se tornou um discurso batido. Batido, mas não menos necessário: Muita gente ainda não entendeu a importância de ser acessível para seu público através da internet e, mesmo quando pega o espírito da coisa, investe mais em aparência do que em funcionalidade.

Seja você empresário, político ou blogueiro, quando pensa em profissionalizar seu espaço na internet é importante lembrar-se de alguns pontos básicos que vão ajudar tanto a passar a mensagem correta quanto a ser encontrado mais facilmente. Esqueça sites pirotécnicos em Flash, com musiquinhas e caos visual. A palavra de ordem para o mundo 2.0 é praticidade.

Abaixo, alguns pontos que devem ser considerados quando você for montar um site ou contratar alguém para desenvolver um:

993767_467899946634301_1041925760_n

 

Explicando melhor os tópicos:

01 – Planejamento: Sim, antes de investir em um site você precisa saber bem o que quer com ele e como vai chegar lá. Qual é o seu objetivo? Quem é seu público alvo, como ele se comporta na web e o que busca? Como será a organização? Como o conteúdo será desenvolvido e com que frequência? Qual sua meta? Quais as práticas da concorrência? Estas e outras perguntas, além de até mesmo pesquisas mais complexas, devem ser respondidas se você busca eficiência e profissionalismo.

02 – Estrutura bem definida: Nada de bagunça. É preciso pensar no “esqueleto” do seu site, com menus, páginas, categorias e seções distribuindo isso de forma coerente, que não deixe o internauta ficar perdido e desistir do seu site quando for navegar. Quanto mais fácil de encontrar e com menos cliques melhor.

03 – Versão mobile: Uma das coisas mais chatas atualmente é quando você tenta carregar um site no seu smartphone para procurar uma informação ou consumir conteúdo e ele fica por eras carregando a versão completa, com publicidades e elementos inúteis em uma tela pequena. O público moderno quer agilidade, consulta cada vez mais informação fora de casa ou do escritório. A tecnologia do seu site deve acompanhar a evolução das plataformas.

04 – SEO: A otimização para mecanismos de busca é um elemento dos mais importantes que um site precisa ter, uma vez que grande parte do tráfego acaba vindo de buscadores como o Google. Ou seja, o sucesso do seu site depende de ele ser encontrado. Tags, bom uso das palavras-chave corretas, criação do sitemap e associação às ferramentas como o Google Webmaster Tools fazem parte deste processo.

05 – Compartilhamento social: Você pode até não optar pelo uso de redes sociais (falemos sobre isso em outro post), mas com certeza grande parte das pessoas que acessarem o seu site usa. Dar opções para que elas compartilhem facilmente o seu conteúdo e suas páginas no Twitter, Facebook, Google+, por email e outros é importante até mesmo para gerar ainda mais tráfego.

06 – Otimização para social media: Parece repetição do tópico anterior, mas não é. Você convida os leitores a compartilhar sua página? Quando um post do seu site é compartilhado Facebook, por exemplo, como ele aparece – O título e descrição estão corretos? Há uma imagem boa na página para ilustrar, que possa também ser compartilhada no Pinterest? O botão do Twitter traz o link da sua página encurtado? Além de facilitar ainda mais para o usuário, é importante pensar que seu conteúdo compartilhado deve ser “amigável” para quem vê.

07 – Feeds RSS: Muitas pessoas, especialmente as ligadas à comunicação, não têm tempo de acessar sempre o site para buscar novidades. Um feed traz as atualizações facilmente para ferramentas como o Google Reader, muito prático para quem precisa de agilidade mas não quer perder o conteúdo novo de um canal específico.

08 – Formulário para newsletter: Sim, cadastro de email para receber novidades, promoções e outros é muito importante. Mais ainda, criar e qualificar uma base de mailing é vital para grande parte dos empreendimentos. Crie um modo simples de captar estas informações.

09 – Acompanhamento e manutenção: Dados de acesso, como os disponíveis através do Analytics, te ajudam a ter uma ideia de como as pessoas chegam ao seu site, por onde navegam, de onde acessam a internet e que estratégia adotada é efetiva ou não. Utilize os insights de um bom acompanhamento para ajustar seu site e aumentar a possibilidade de resultados positivos.

10 – A boa e velha página de contato: Sites não são mais apenas meros cartões de vista, mas isso não significa que não precisam ter as informações básicas de um. Formas fáceis de contato do público, tanto por email quanto em formulários e via telefone, são obrigatórias.

Claro, há diversos fatores tanto técnicos quanto de estratégia que devem ser levados em consideração quando se desenvolve um site. Uma página conceitual e específica pode ser bem diferente em termos de elementos e mesmo de execução, por exemplo, o que faz com que alguns itens da lista sejam mais aplicáveis ou importantes que outros. Mas lembre-se sempre que o espaço principal da sua marca deve ser o caminho mais fácil para o internauta chegar até o seu produto.

Concorda com a lista? Que elementos incluiria ou acha mais importantes? Compartilhe ideias nos comentários!

Postado originalmente em: Blog Gabriel Rossi Consultoria – 08/08/2012

  • http://www.globoponto.com/ Globo

    valiosas informações